Pular para o conteúdo principal

Viajando de bike... e pela rede



Quem tem fissura por viajar como eu tenho (já fui repórter de turismo e perambulei de mochila pelo Brasil afora, e cheguei até a Guiana Inglesa, Chile, Argentina e Uruguai. Só pra me exibir um pouquinho) sabe o significado das viagens pras nossas vidas.

O aprendizado é grande. Quem trabalha em projeto social também sabe como abre os horizontes mandar a galera de comunidades darem uma volta por aí para ver o que outras pessoas estão fazendo para melhorar a sua qualidade de vida. A cultura da viagem para partilhar outras visões de mundo poderia ajudar a difundir uma cultura de paz, respeito pela diversidade, etc.

Esse blá-blá-blá é só para introduzir a expedição de Valdecir João vieira, este jovem de 64 anos de idade que saiu de Joinville (SC), em março de 2.009, e pretende circular por 63 países e mais de sessenta mil quilômetros pelo mundo. Seu projeto, que virou realidade, é o Pedalando Pela Paz, no qual escreve um diário de bordo e aponta num mapa do Google por onde está passando.

Quem tá sem fazer nada fuçando na internet vai se deliciar. Quem está na escola pode aproveitar pra usar os computadores no laboratório de informática para mostrar a garotada que existe um mundão lá fora. E que com sonhos, organização e muita vontade, dá pra ir atrás dele. Idade, ainda bem, não é impedimento...

Comentários

Que linda a sua mensagem a meu respeito.
O que tenho a dizer é que me sinto realmente muito feliz por ter conseguido viver em Paz comigo mesmo. Hoje levo a Paz dentro de mim e procuro transmitir a todas as pessoas que encontro pelo caminho. Como? Simplesmente sendo eu mesmo.
Um dia cheguei na portaria da Cruz Vermelha pensando que estava nos Bombeiros. O responsável me recebeu com um largo sorriso. Mais tarde ele me disse que sentiu uma grande paz quando me viu. Fiquei feliz pois sei que posso realizar a minha missão sem muitas palavras. O que vale mesmo é o testemunho de vida, mesmo que seja silencioso.
Caros jovens, sonhem e sonhem alto que todos os nossos sonhos podem se tornar realidade.
Deus os abnçoe.

Valdo

Postagens mais visitadas deste blog

Desenhos animados ajudam a trabalhar a educação ambiental

Educomunicação é também fazer a leitura crítica da mídia. E tirar dela reflexões para o dia-a-dia, construindo e aumentando o repertório, também, nos eixos temáticos da educação ambiental. A excelente reportagem Faz-de-Conta de Verdade, publicada na revista Página 22, convida a pensar sobre a abordagem ambiental dos desenhos animados, do clássico Bambi a Bee Movie (a abelha inteligente da foto).

Entre os entrevistados da matéria, uma professora da Eastern Illinois University, Robin Murray, as temáticas ligadas à natureza que aparecem em diversos desenhos são, claro, reflexo de nossa cultura atual, onde a problemática ambiental não sai da mídia. Se passam mensagens positivas e fazem efeito sobre a audiência – a garotada e os adultos, que às vezes gostam mais dos desenhos do que as próprias crianças – há controvérsias. Mas muitos educadores acham positivo provocar uma discussão sobre meio ambiente, especialmente com os pequenos, a partir da audição de um desenho animado na escola.

Como o…

Para falar de meio ambiente com as crianças

Despertar o prazer pela leitura e, ao mesmo tempo, passar uma mensagem positiva sobre a natureza, também com prazer. Isso é possível? Para o músico Tino Freitas, do projeto Roedores de Livros, com certeza...

Escrevi sobre o trabalho voluntário do Tino e mais seis "roedores de livros" em Ceilândia (DF) para um especial de leitura da revista Nova Escola. Postei aqui no blog um pouco sobre seu trabalho de contar histórias, ensinar música e arte... e pedi a eles dicas de leitura que tenham a ver com meio ambiente. Olha só o que o Tino nos mandou:
"Dia desses recebemos o convite da Débora Menezes, que cuida com muito carinho do blog Educom Verde, para escrevermos sobre Literatura Infantil, convidando os educadores ambientais a promover a educação ambiental por meio da leitura. Vale à pena explicar que o nosso projeto, o Roedores de Livros, oferece a um grupo de crianças no entorno de Brasília o contato com os livros. Acreditamos que o contato com a Literatura Infantil é uma i…

Educação Ambiental e Comunicação em UCs: tema de dissertação

No dia 21 de agosto de 2015, finalmente apresentei minha dissertação de mestrado "Comunicação e Mobilização na Gestão Participativa de Unidades de Conservação: o Caso da APA da Serra da Mantiqueira", junto ao Laboratório de Jornalismo Avançado da Universidade Estadual de Campinas (Labjor-Unicamp). Tendo o professor Ismar Soares, do Núcleo de Comunicação e Educação da Universidade de São Paulo (NCE-USP) em minha banca, fiquei bastante feliz com suas palavras indicando que "a Educomunicação passa a contar, a partir desta pesquisa, com um importante suporte bibliográfico para entender a área da gestão comunicativa".

A pesquisa foi orientada pela professora Maria das Graças Conde Caldas, jornalista das antigas que também se debruça sobre a relação entre os campos da Educação e da Comunicação. Inquieta com minhas práticas profissionais de Educomunicação, onde muitas vezes vi essa área resumir-se a metodologias e ferramentas midiáticas de suporte para cursos de Educação…