Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2007

Sustentabilidade na TV Cultura

Mais uma colaboração da imprensa para a educação ambiental: estréia hoje (29 de novembro) na TV Cultura o programa Faixa Vida Sustentável, série de três programas, com uma hora de educação cada, que giram em torno do tema sustentabilidade. O único inconveniente é o horário: 22h40!A seqüência da série é de programas que estão sendo exibidos ou passam a integrar a grade da emissora. A estréia é de Balanço Social, focado em ações de empresas para o desenvolvimento sustentável. O próximo é Ação Consciente, que vai falar do conceito em moda no país. No último programa, Planeta Cidade, o jornalista Heródoto Barbeiro entrevista Hélio Mattar, do Instituto Akatu, que vai falar sobre o tema consumo consciente.
Nunca é demais falar sobre sustentabilidade, tema que não sai dos jornais e da boca do empresariado brasileiro. Mas será que eu e você realmente entendemos do que se trata, para que serve, e se estão realmente levando a sério? Assista os programas. E aguarde: em breve, publicarei uma entre…

Mudanças climáticas. Em mim

Poesia é a forma intituitiva de absorver as coisas do universo. Não precisa de livros, não precisa de conhecimento. Só de inspiração. É por isso que divido com vocês meu poema em prosa "Mudanças Climáticas", porque esse tema está pragmático e científico demais. Espero que gostem - e comentem!


Mudanças Climáticas

Arde em mim um fogo
Do qual só sinto o cheiro pesado de sua fumaça.
Os animais dentro da minha mata
Correm perdidos em todas as direções,
Tentando escapar das labaredas cada vez mais altas.

Eles não encontram saída...

Fervem em mim as águas de todas as geleiras.
O nível do mar de minha alma transborda;
Camadas e mais camadas de gelo derretem-se
E só têm uma saída: os olhos,
Que derramam as lágrimas de muitos ciclos de degelo e fogo.

Diz a parábola que a espada precisa do fogo
E precisa da água
Para alcançar a fortaleza.
Mas só sei de minha natureza,
Que não suporta tantas mudanças climáticas
Gelo, degelo e fogo.
Fumaça e cinzas.

Minha floresta interna quer sossego.
Quer as águas descendo…

Será que o brasileiro não sabe onde fica o Brasil?

Saiu na revista Vejahá duas semanas, mas só agora consegui digerir a reportagem E a Gente Ainda Goza dos Americanos – que não deixo link, porque a revista só abre o conteúdo para seus leitores. E não sei se fiquei mais indignada com as informações da matéria ou se com o repórter que a escreveu, pixando (mais uma vez) o esforço de educadores em melhorar o nível de conhecimento de nossos alunos.

A matéria baseou-se em uma publicação da multinacional Ipsos, um dos tantos institutos especializados em pesquisas sobre os mais diversos temas. Mil pessoas foram abordadas em setenta municípios das nove regiões metropolitanas brasileiras, e a abordagem consistia em abrir um mapa-mundi na frente desses entrevistados com perguntas do tipo “você sabe onde fica o Brasil? A África? Os EUA?”.

A conclusão da pesquisa (transcrita da matéria, desse jeito mesmo): “50% dos brasileiros não sabem localizar o país no mapa”. E entre tantas abobrinhas que os entrevistados apontaram, não sabem onde fica o nosso v…

Mudanças climáticas na academia

Na semana passada, um evento sobre mudanças climáticas discutiu o assunto reunindo cientistas brasileiros. Poderia ter passado despercebido, pois a mídia não divulgou muito, mas o www.mudancasglobais.com.br trouxe uma percepção um pouco diferenciada sobre esse tema tão falado, e tão confuso (para mim e para muitos amigos, educadores ou não). As coisas boas que aprendi acompanhando as discussões:

- Vários fatores naturais influenciam o clima, mas está claro que a emissão de CO2 é um dos principais na contribuição ao aquecimento global. Mas os cientistas discutiam justamente o “passar por cima” do catastrofismo, para buscar oportunidades e soluções para diminuir os impactos.

- Do artigo de Jean Pierre Ometto e Carlos A. Nobre, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – Inpe: “as pesquisas científicas devem ajudar a sobrepôr o impasse do desenvolvimento econômico em relação às questões ambientais, e assim contribuir ao embasamento das ações de adaptação e mitigação”. Duas palavras inte…

Poesias de um apaixonado pela natureza

Márcio Prado é um grande amigo que mora em Campos do Jordão e tem na natureza a grande motivadora de suas paixôes: viajar, andar de bicicleta, subir montanhas e voar pelos céus.

Para expressar essas paixões, Márcio não é apenas um militante, que faz da natureza e da aventura seu trabalho no dia-a-dia. Quer também compartilhar seus sentimentos através da fotografia e da poesia, que agora publica em seu blog Locomundo.


Tomo a liberdade de também compartilhar, e reproduzir aqui um poema sobre a Praia do Sono que aparece nas fotos. Um lugar que parecia intocável e imutável, na ilusão teimosa de que existe o mito da perfeição.

Respeitar e combater pela natureza não é só pelo racional, pela força, pela panfletagem. É ainda pela emoção registrada em uma poesia...


Praia do Sono - Parati

Cheguei no Sono
Mas aqui não quis dormir
Pois vivia um sonho

Porém no Sono eu dormi
No dia seguinte acordei e nem percebi
Acordado mais um sonho vivi

Mar, cachoeira e montanha
Toda a paz e riqueza da Mata Atlântica
Aqui a…

Um biólogo, um blog, muitos pássaros

Apaixonado por aves, o biólogo Jefferson Otaviano apareceu aqui semana passada, divulgando uma oficina de observação de aves no Parque Taquaral, em Campinas. Ele, que defende a observação de pássaros para ajudar no processo de conscientização ecológica, abriu um blog para registrar seus pensamentos sobre o tema, fotografias e datas de próximas oficinas. O endereço é www.jeffersonotaviano.multiply.com.

Para quem não foi na oficina do Taquaral, realizada no dia 27 de outubro, clique aqui para uma mostra das fotografias. São lindas! Fica só a dica: falta uma legenda com os nomes comuns dos passarinhos...