Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2009

Leia o jornal comunitário O OITI

Oiti PDF Blog


Agora é a vez das comunidades rurais do entorno do Parque do Descobrimento lançarem o seu jornal comunitário O OITI, para valorizar o que suas comunidades produzem.

O impresso foi lançado durante a I Conferência Municipal de Cultura, em Prado, no extremo Sul da Bahia. Para as comunidades rurais, que normalmente acabam não fazendo parte desses processos, foi uma vitória a participação do grupo.

Ter voz também é o objetivo dos repórteres comunitários locais, que aos poucos estão tentando escrever para os blogs O OITI e Tanara. Não é fácil, pois a maioria não tem computador em casa, infocentros ainda não são realidade em todas as comunidades.

Por outro lado, até quem mora a 1h, 2h horas da cidade, tem conta no MSN e no ORKUT e se vira pra se comunicar em lan-houses. Potencial essa galera tem...

Repórteres comunitários cobrindo cultura

Moradores de Cumuruxatiba e das comunidades rurais de Primeiro de Abril e Riacho das Ostras, em Prado (BA) estarão participando da II Conferência Territorial de Cultura, no Centro de Cultura de Porto Seguro, dias 22 e 23 de outubro. Eles vão acompanhar o evento e publicar suas impressões em blogs dos jornais comunitários O OITI e TANARA.

O evento reúne grupos culturais do Extremo Sul da Bahia, e tem como objetivo discutir propostas de cultura para o território. Um grupo de oito delegados vai representar Prado, escolhidos durante a Conferência Municipal realizada no dia 17 de outubro.

Parte dos delegados também participa dos jornais comunitários, e o grupo ainda inclui Fernanda Azevedo, moradora de Cumuruxatiba. Ela faz parte do Ser Movimento, que trabalha com música e dança afro. “Espero conversar com os participantes sobre o que significa cultura. Como diria Gilberto Gil, cultura é diversidade, e é isso que eu quero viver”, diz a jovem.

Acompanhe a cobertura nos blogs www.jornaltanara.b…

Leia O OITI: um novo jornal comunitário

Oiti PDF Blog


Os comunicadores de três comunidades rurais de Prado (BA) lançaram o jornal comunitário O OITI, durante a primeira Conferência Municipal de Cultura do município.

Vitória tripla para o grupo:

1) Dona Natalice Oliva, agricultora e moradora da Pontinha, respondeu no microfone a uma educadora que reclamou da falta de programação cultural nos veículos de massa: "eu acho que a culpa é nossa. Se a programação está ruim é só desligar a televisão", disse ela.

2) O cineasta e produtor cultural Jaco Galdino, da vizinha Caravelas, avisou: "a mídia tradicional não vai mostrar a nossa cara. Temos que dominar as ferramentas para mostrarmos quem realmente somos".

3) Uma professora, durante um debate para trazer propostas culturais para o município, lembrou da falta de memória e sugeriu o incentivo de produções coletivas com a história do local contada pelos próprios moradores, conduzido por professores. Iniciativa que já foi feita na região, com apoio do MEC - os pataxós…

Política de Comunicação e Educação Ambiental -

Saiu no site do ICMBio:

Brasília (15/10/09) - Técnicos do Instituto Chico Mendes estão envolvidos já há algum tempo na discussão de uma Estratégia Nacional de Comunicação e Educação Ambiental (Encea) no âmbito no Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC). A participação do ICMBio é fruto de um processo iniciado pelo Ministério do Meio Ambiente em 2006 para a elaboração da Estratégia envolvendo representantes do MMA, ICMBio, Ibama e Ministério da Educação, de coordenação conjunta do processo por meio de um Grupo de Trabalho (GT).

O GT já organizou diversos momentos presencias de discussão, além de um mapeamento e diagnóstico sobre as ações de comunicação e educação ambiental em UCs, para subsidiar a elaboração do documento preliminar da estratégia.

A proposta da Encea, após contribuições da sociedade, é de se tornar documento orientador a ser utilizado por todos os atores e instituições envolvidos com o planejamento e execução de ações de comunicação e educação ambiental em Uni…

Novo jornal comunitário: O Oiti

Um grupo de moradores das comunidades de Pontinha, Riacho das Ostras e Primeiro de Abril, em Prado (BA), vai lançar, no dia 17 de outubro (sábado), o jornal comunitário O Oiti. O lançamento será durante a Conferência Municipal de Cultura, no hotel Praia do Prado, às 12h30.

Os participantes do jornal produziram textos e fotos sobre temas que têm a ver com seu universo. Agricultura orgânica, receitas, história das comunidades e o beiju, uma iguaria produzida na Pontinha, fazem a pauta do primeiro número.

“Nosso objetivo é mostrar as informações do jeito que elas são, apontar caminhos para a resolução de nossos problemas no dia-a-dia e apresentar as três comunidades com os seus artesãos, agricultores, salgadeiras, costureiras, beijuzeiros, professores”, explicam os comunicadores, no primeiro editorial do jornal.

O jornal O Oiti nasceu a partir de uma iniciativa de educação ambiental do Parque Nacional do Descobrimento e da Reserva Extrativista Marinha de Corumbau, no extremo Sul da Bahia. C…

Jovens e pobres

A notícia abaixo saiu na Época de 10/10/2009 e me preocupa. Como é que "pilhamos" essa moçada para fazer trabalho voluntário, escrever e fotografar pra jornal, rádio ou TV, mobilizar outros jovens, se esses problemas batem a sua porta? A solução é criar projetos que gerem renda? E depois que os projetos acabam? Não é de pouca gente que falamos: são 30% da população com menos de 17 anos.

Quase metade dos jovens
brasileiros vive na pobreza
Estudo do IBGE mostra que o combate à pobreza no Brasil teve resultados, mas que a situação de grande parte da população, em especial os jovens, ainda é precária

Segundo o IBGE, quase metade dos jovens vivem com renda familiar per capita menor que meio salário mínimoA pesquisa Síntese de Indicadores Sociais, divulgada nesta sexta-feira (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), detalhou alguns progressos feitos pelo Brasil nos últimos anos em relação à pobreza e à miséria, mas mostrou que ainda há um longo caminho a percor…

Sobre a Juventude, do blog Eco Acre

Pesquei do blog Eco Acre, do estudante acreano Kleiton Bueno Bezerra da Silva, que está estudando Saneamento Ambiental em Limeira (SP)... trabalhando com jovens, com internet, com comunicação em geral eu fico me perguntando, o que é que realmente os motiva e o que eles querem? Se suas idéias são subversivas e podem mudar o mundo, porque não o fazem?

Sobre a Juventude
Um jovem caminha sozinho, um sorriso, um aceno e um pensamento - " Como chegamos aqui?" - A pergunta lhe ocorreu depois de cumprimentar o morador de rua que passava, cabaleante e com tristeza no olhar.

O jovem sente e então se cala, ele sabe que falar de liberdade, cultura, direitos humanos e drogas é delicado, ele sabe que no fundo suas idéias são consideradas subversivas para o mundo. O jovem chega em casa, senta-se em frente ao seu mundo.

Ali onde a liberdade parece verdadeira, TV ou PC , ele espia pelos olhos de alguns ajustados ao mundo doentio em que vive, sem se questionar, a realidade que todos julgam ser v…