Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2011

Escrita educomunicativa pode inspirar novos projetos

Vi no site do Departamento de Comunicações e Artes da ECA/USP e reproduzo integralmente. Espero que inspire novos projetos... há algum tempo comento com colegas de editoras e de instituições socioambientais que vale a pena investir em publicações com metodologia educomunicativa, isto é, que pessoas dito "comuns" participem da pauta a produção efetiva de textos e fotografias. 
Imagine um guia de turismo feito pelos próprios moradores de um município... ou ainda publicações de educação ambiental elaboradas a partir de sugestões e participações efetivas das comunidades locais. Enquanto imaginamos, já tem gente fazendo experiências do gênero. Confira:
Prêmio Funarte - Educomunicação O jornalista, escritor e professor Edvaldo Pereira Lima, acaba de ganhar o Prêmio Nacional da Funarte por um obra que ele mesmo considera "educomunicativa": "Há algo de um certo lado da educomunicação no projeto: o uso de ferramentas narrativas da comunicação de massa contemporânea (pa…

Cobertura educomunicativa da Campus Party

Ando muito seletiva nesse começo de ano, curtindo a praia do Porto da Barra e questionando o que um colega me disse em São Paulo, de que eu precisava ficar mais antenada, porque há milhares de eventos e coisas rolando com repercussão na rede mundial de computadores. Ora, o que marca nosso século virou lugar comum entre os pesquisadores de comunicação a psicologia e filosofia: dizer que vivemos uma época de excessos de informação.
Esses excessos me deixam com preguiça de entrar em tudo que é site e blog pra ficar por dentro de tudo que outrora, quando morava em Sampa, obrigatoriamente tinha que dar uma espiada. Em resumo, nesse mês de janeiro que intercala chuvas, trovoadas e tardes ensolaradas, deixei de lado o notíciário da TV que só fala nas enchentes e sequer acompanhei a famosa (pelo menos entre nós, que curtimos o mundo virtual) Campus Party, grande encontro de micreiros, interneteiros e afins que passam dias trocando idéias sobre o universo dos computadores e da grande rede. Já c…

The Hub, uma proposta de trabalho em rede

Revendo os amigos em São Paulo deparei-me com uma idéia que não é nova, mas muito inovadora e que ainda não vi em outras paragens, como aqui em Salvador: trata-se do The Hub, uma espécie de comunidade de jovens empreendedores que se reúnem, virtual e presencialmente, inspirando projetos e formas de colaboração entre si. Maioria dos projetos, esses, focados em questões socioambientais e de comunicação.
Por enquanto, só existe The Hub em São Paulo, mas Porto Alegre, Curitiba, Belo Horizonte e Rio de Janeiro estão adotando a idéia. Em Sampa, há 180 membros que eventualmente utilizam o espaço de um antigo e lindo galpão de 500 metros quadrados, perto da avenida Paulista, com direito a biblioteca, espaço de café-cozinha, internet de alta velocidade, impressora, faz e mobiliário de escritório onde as pessoas podem trabalhar muito próximas.

O local ainda tem espaço para reuniões e cursos, e os membros desse grupo promovem encontros e oficinas em conjunto. A maioria das ações é pensada para pr…