Garotada na cobertura do Campus Party

0 comentários

O Universo On Line que me desculpe, mas reproduzo abaixo notícia sobre a criançada da EMEF Fernando Gracioso, uma das mais ativas de São Paulo nos trabalhos de educomunicação e inclusão digital. Já foram parceiros do Educom Verde na cobertura do Encontro Carta da Terra e Pedagogia na Educação, e agora se preparam para acompanhar o Campus Party, um dos maiores eventos de debates sobre tecnologia e internet do mundo. Na foto, Sara, aluna da escola, em meio aos jornalistas na coletiva com os organizadores do evento (a foto é do blog da escola).
O mérito, claro, é dos alunos que mantém uma rádio virtual, mas ainda do professor Fábio Rogério Nepomuceno, apaixonado por internet, literatura e cinema. E também do Programa Nas Ondas do Rádio, que reconhece como política pública a educomunicação nas escolas municipais paulistanas.

Para quem é jornalista, o divertido é ver essa garotada "trabalhando" melhor do que a gente... ao menos vão com um olhar de curioso, e não de especialista. E o resultado é desconcertante. Parabéns, moçada!

Projeto transforma jovens estudantes em jornalistas na Campus Party 2010
JULIANA CARPANEZ Do UOL Tecnologia

Em uma entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira (14), o diretor-geral da Campus Party, Marcelo Branco, foi questionado sobre a importância das crianças e dos jovens no ambiente virtual. A pergunta não foi feita por um dos jornalistas presentes no evento, mas sim por Sara Souza Ferreira, de 11 anos, que cursará neste ano a 6ª série da escola Fernando Gracioso, em Perus (SP).

Com o colega Rafael Lúcio Magalhães, de 11 anos, Sara foi à entrevista coletiva como participante do projeto Imprensa Jovem, em que crianças e adolescentes de escolas municipais vivem a experiência de serem repórteres.
A iniciativa faz parte do programa Nas Ondas do Rádio, que levará à 3ª edição da Campus Party em São Paulo 150 repórteres mirins de diferentes instituições de ensino. Esse número vem aumentando: em 2009 foram 100 deles e, em 2008, 80.

Entre 25 e 31 de janeiro, semana de realização deste acampamento digital que pretende reunir 6 mil "campuseiros", os jovens estudantes vão divulgar informações via Twitter (com as tags #cparty, #cpartybrasil2010 e #alunoreporter), nos blogs de suas escolas (o da Fernando Gracioso pode ser visto aqui) e em outras ferramentas online de comunicação.

Aprendizado
Fábio Rogério Nepomuceno, professor de português e informática da escola Fernando Gracioso, concorda que hoje os jovens têm mais facilidade com a tecnologia do que com a língua portuguesa. Mas afirma que fica mais fácil escrever corretamente quando o aluno tem algum conteúdo que realmente quer divulgar, como no caso do projeto Imprensa Jovem. "Trabalhamos em cima da informação para então chegar à escrita correta, e não o contrário", explicou.

Os alunos Sara e Rafael, que uma vez por semana trabalham como monitores voluntários no laboratório de informática da escola, têm presença confirmada no evento geek (de fãs de tecnologia).

De lá, os dois — que também são bons alunos de português — contarão para aqueles fora da Campus Party como é o acampamento digital. Já no clima, Sara mudou a ordem da entrevista para o UOL Tecnologia e quis saber, da repórter, se o evento desta quinta dava realmente uma boa ideia do que ela vai encontrar por lá, na próxima semana.


Serviço
Campus Party Brasil 2010
Data: De 25 a 31/01/2010
Horário: Das 10h às 22h (para visitantes; "campuseiros" poderão entrar a partir das 12h de 25 de janeiro)
Preço: Grátis para visitantes; R$ 140,00 para "campuseiros" (participação no evento, posto na arena de computadores e atividades); o serviço de acampamento custa R$ 15,00; o pacote de alimentação para os sete dias de evento (com comida, bebida e sobremesa) custa R$ 165,00.
Local: Centro de Exposições Imigrantes (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5 - São Paulo - SP)
Informações no site oficial ou pelo e-mail

0 comentários:

 

©Copyright 2011 Educom Verde | TNB