Pular para o conteúdo principal

Consumo Consciente na hora das compras

Ainda falando sobre consumo consciente, muito boa a campanha da ong Akatu sobre a questão do desperdício de alimentos. O site especial da campanha tem números assustadores, marca registrada da ong quando se trata de conscientizar o público consumidor.

Fazendo um cálculo rápido sobre quanto eu gasto por mês em compras (200 reais), pouco mais de 66 reais vai direto para a lata do lixo... é preocupante, especialmente para quem mora sozinho e normalmente tem muito mais comida estragando em casa - pela preguiça, pelo excesso na hora das compras.

Acho que a ong falha um pouco quando insiste nos números e não informa sobre como realmente o consumidor pode mudar a postura não só individual, mas toda a cadeia de compras. Falar para usarmos cascas de alimentos na hora de cozinhar parece tão fácil... mas e no que diz respeito ao que o supermercado, o restaurante NÃO faz para diminuir o desperdício? E o fato de não darem soluções para quem, como eu, consome individualmente?

O mesmo não ocorre só com a Akatu não... muitos trabalhos de educação ambiental ainda apontam o dedo para a nossa consciência e não avançaram para as reais soluções, que são complexas, dependem de instâncias governamentais, enfim... precisamos avançar em quais instâncias podemos atuar para melhorar o planeta, e não só nos sentirmos culpados por não fazermos nada concreto, realmente, pra mudar.

Comentários

Anônimo disse…
Boa ideia a de um blog para melhorar a qualidade de vida na terra. Achei alguns sites, que tambem ajudam. E como nessa área tudo ajuda bastante, vale a pena divulgar:
fundoverde
www.greenpeace.org
Anônimo disse…
teste
Achei alguns sites, que tambem ajudam. E como nessa área tudo ajuda bastante, vale a pena divulgar:
fundoverde

Postagens mais visitadas deste blog

Desenhos animados ajudam a trabalhar a educação ambiental

Educomunicação é também fazer a leitura crítica da mídia. E tirar dela reflexões para o dia-a-dia, construindo e aumentando o repertório, também, nos eixos temáticos da educação ambiental. A excelente reportagem Faz-de-Conta de Verdade, publicada na revista Página 22, convida a pensar sobre a abordagem ambiental dos desenhos animados, do clássico Bambi a Bee Movie (a abelha inteligente da foto).

Entre os entrevistados da matéria, uma professora da Eastern Illinois University, Robin Murray, as temáticas ligadas à natureza que aparecem em diversos desenhos são, claro, reflexo de nossa cultura atual, onde a problemática ambiental não sai da mídia. Se passam mensagens positivas e fazem efeito sobre a audiência – a garotada e os adultos, que às vezes gostam mais dos desenhos do que as próprias crianças – há controvérsias. Mas muitos educadores acham positivo provocar uma discussão sobre meio ambiente, especialmente com os pequenos, a partir da audição de um desenho animado na escola.

Como o…

Para falar de meio ambiente com as crianças

Despertar o prazer pela leitura e, ao mesmo tempo, passar uma mensagem positiva sobre a natureza, também com prazer. Isso é possível? Para o músico Tino Freitas, do projeto Roedores de Livros, com certeza...

Escrevi sobre o trabalho voluntário do Tino e mais seis "roedores de livros" em Ceilândia (DF) para um especial de leitura da revista Nova Escola. Postei aqui no blog um pouco sobre seu trabalho de contar histórias, ensinar música e arte... e pedi a eles dicas de leitura que tenham a ver com meio ambiente. Olha só o que o Tino nos mandou:
"Dia desses recebemos o convite da Débora Menezes, que cuida com muito carinho do blog Educom Verde, para escrevermos sobre Literatura Infantil, convidando os educadores ambientais a promover a educação ambiental por meio da leitura. Vale à pena explicar que o nosso projeto, o Roedores de Livros, oferece a um grupo de crianças no entorno de Brasília o contato com os livros. Acreditamos que o contato com a Literatura Infantil é uma i…

Quadrinhos, um jeito divertido de ensinar meio ambiente

A tirinha acima faz parte do projeto Edu HQ, mantido pelo Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, e mantém um acervo com centenas de quadrinhos e pequenas animações, muitas delas feitas por crianças. No item meio ambiente há 173 tirinhas como essa.

Trabalhar com quadrinhos na sala de aula e no dia-a-dia é uma viagem... pois a partir da brincadeira é possível levantar vários pontos: refletir sobre o recurso de linguagem, o humor, a ironia, pesquisar o que o autor quis dizer, o que há por trás da história.

Já para quem é "gente grande", quadrinhos são sempre um respiro no dia-a-dia... e também ajudam a pensar!