Pular para o conteúdo principal

Direto do Ecoadventur, em Caraguatatuba (SP)

O Ecoadventur é um evento que mistura feira de artesanato, esportes de aventura e educação ambiental e está sendo realizado em Caraguatatuba. A Supereco é uma ong que atua com educação ambiental e programas de geração de renda no mesmo município – especialmente o projeto Água de Beber, de Comer, de Usar e Conservar... Ciclos Contínuos, e está com um estande no evento. E Laura, a menina da foto, o que tem a ver com tudo isso?

Laura Amaral Silva, 14 anos, veio para o Ecoadventure com a mãe, artesã que está expondo seus trabalhos na feira. E gosta muito de escrever. Para saber um pouso sobre o que os visitantes e participantes estão achando do evento, ela entrevistou pessoas e escreveu um texto para o Educom Verde. Achei bacana incluir o que ela escreveu sobre si mesma antes de colocar o que conversou com as pessoas.


Num, digamos, “exercício de educomunicação”, faz parte a liberdade de expressão que não existe nos veículos de mídia convencional. “Não quero ser jornalista quando crescer, quero ser professora de português. Mas acho legal fazer entrevistas, em minha escola fizemos um trabalho sobre o rio Juqueriquerê e gostei muito”, lembra a estudante.

Confira o que ela escreveu:

“Meu nome é Laura. Moro em Caraguatatuba com meus pois e tenho três irmãos, um dele é meu irmão gêmeo. Sou uma menina que adora escrever, mas não gosto muito de ler, gosto de sair. Tenho bastante amizades, prefiro ter mais amizades com meninos porque eles me entendem melhor. E outra coisa que eu amo fazer é dançar...

O bairro que eu moro é o Barranco Alto, próximo do Rio Juqueriquerê, participei de um projeto que é “Rio Juqueriquerê – O Rio Pede Socorro”... o rio precisa muito da ajuda das pessoasm antigamente era limpo e as pessoas nadavam, lavavam roupa... bom, obrigada pela atenção, espero que gostem das entrevistas.

O que as pessoas que eu conversei acharam do Ecoadventure:

Antonia Rosirene Maciel, artesã de Caraguatatuba
O que você achou do evento?
Esto achando interessante, espero que tenha todo ano. Deveria ser mais divulgado e mais explicado, porque eu não entendi muito bem do que se trata.

Bruno Felipe Cruz, socorrista de Caraguatatuba
O que você achou do evento?
Achei o evento legal, é uma forma das pessoas mostrarem o que fazem. Acho que deveria ter sido divulgado melhor.

Robson de Souza, produtor de eventos e surfista, São Sebastião
O que você achou do evento?
Cada ano que passa fica melhor. Vim para divulgar meu projeto
Surfe Especial, na Praia de Baleia, em São Sebastião. Ensino surfe para portadores de necessidades especiais, como eu (ele anda em cadeira de rodas) e aqui nesse evento estou dando meu recado sobre como é bom praticar esportes na natureza.

Comentários

๑. thaa =) disse…
Oláá!!
Tudo bem?
Estou muito querendo saber sobre Ecologia, em relação a profissão. Estava pesquisando e parece que quem trabalha nessa área é ecólogo né?
então, gosto muito de estudar sobre isso, e gostaria de algumas informações sobre profissões relacionadas a isso e como você fez educação ambiental, achei que seria uma boa perguntar.
Obrigada

Postagens mais visitadas deste blog

Desenhos animados ajudam a trabalhar a educação ambiental

Educomunicação é também fazer a leitura crítica da mídia. E tirar dela reflexões para o dia-a-dia, construindo e aumentando o repertório, também, nos eixos temáticos da educação ambiental. A excelente reportagem Faz-de-Conta de Verdade, publicada na revista Página 22, convida a pensar sobre a abordagem ambiental dos desenhos animados, do clássico Bambi a Bee Movie (a abelha inteligente da foto).

Entre os entrevistados da matéria, uma professora da Eastern Illinois University, Robin Murray, as temáticas ligadas à natureza que aparecem em diversos desenhos são, claro, reflexo de nossa cultura atual, onde a problemática ambiental não sai da mídia. Se passam mensagens positivas e fazem efeito sobre a audiência – a garotada e os adultos, que às vezes gostam mais dos desenhos do que as próprias crianças – há controvérsias. Mas muitos educadores acham positivo provocar uma discussão sobre meio ambiente, especialmente com os pequenos, a partir da audição de um desenho animado na escola.

Como o…

Para falar de meio ambiente com as crianças

Despertar o prazer pela leitura e, ao mesmo tempo, passar uma mensagem positiva sobre a natureza, também com prazer. Isso é possível? Para o músico Tino Freitas, do projeto Roedores de Livros, com certeza...

Escrevi sobre o trabalho voluntário do Tino e mais seis "roedores de livros" em Ceilândia (DF) para um especial de leitura da revista Nova Escola. Postei aqui no blog um pouco sobre seu trabalho de contar histórias, ensinar música e arte... e pedi a eles dicas de leitura que tenham a ver com meio ambiente. Olha só o que o Tino nos mandou:
"Dia desses recebemos o convite da Débora Menezes, que cuida com muito carinho do blog Educom Verde, para escrevermos sobre Literatura Infantil, convidando os educadores ambientais a promover a educação ambiental por meio da leitura. Vale à pena explicar que o nosso projeto, o Roedores de Livros, oferece a um grupo de crianças no entorno de Brasília o contato com os livros. Acreditamos que o contato com a Literatura Infantil é uma i…

Educação Ambiental e Comunicação em UCs: tema de dissertação

No dia 21 de agosto de 2015, finalmente apresentei minha dissertação de mestrado "Comunicação e Mobilização na Gestão Participativa de Unidades de Conservação: o Caso da APA da Serra da Mantiqueira", junto ao Laboratório de Jornalismo Avançado da Universidade Estadual de Campinas (Labjor-Unicamp). Tendo o professor Ismar Soares, do Núcleo de Comunicação e Educação da Universidade de São Paulo (NCE-USP) em minha banca, fiquei bastante feliz com suas palavras indicando que "a Educomunicação passa a contar, a partir desta pesquisa, com um importante suporte bibliográfico para entender a área da gestão comunicativa".

A pesquisa foi orientada pela professora Maria das Graças Conde Caldas, jornalista das antigas que também se debruça sobre a relação entre os campos da Educação e da Comunicação. Inquieta com minhas práticas profissionais de Educomunicação, onde muitas vezes vi essa área resumir-se a metodologias e ferramentas midiáticas de suporte para cursos de Educação…