Porque me apaixonei pela causa ambiental 2

3 comentários
Maria José Alves Silva é de Vitória do Xingu (PA). Pedagoga formada pela Universidade Federal do Pará, é educadora ambiental em sua região.

Participe! Envie a sua história pessoal, contando “como me envolvi de corpo, mente e alma pela causa socioambiental” para o e-mail educomverde@yahoo.com.br, com nome completo, mini-currículo, blogs e sites (se houverem), telefone e cidade. Se quiser, mande também uma foto sua, e idade. Publicarei todos que chegarem e, na Semana do Meio Ambiente, sortearei um kit de sacola de compras ecológica, de tecido, e sabonetes feitos de elementos vegetais.

Como me envolvi de corpo, mente e alma pela causa socioambiental

Saímos do Rio de Janeiro, em 1972 e vim morar no Pará para a colonização da Rodovia Transamazônica. Chegando aqui, fiquei encantada com tanta água e floresta e principalmente o rio Xingu, pois já o conhecia através do meu professor na 4ª série que falava da beleza deste rio, e chegando aqui fiquei a olhar e me emocionei, o motivo eu não sabia, mas hoje sou uma das defensoras contra a barragem que querem fazer.

Então passei a ser professora do projeto de colonização, e embaixo de um tapirí (barraco aberto coberto de palha), onde dava aula, ficava observando a floresta ser derrubada pelos colonos e falava com meu pai o perigo que seria no futuro, ele na sua ingenuidade me explicava quanto mais derrubava mais a água aumentava. Resultado: os igarapés da Transamazônica secaram e ficou difícil sem água.

E em 1988, viemos morar em Vitória do Xingu, e fiquei entre dois rios, o Tucuruí e o Xingu. E novamente em sala de aula resolvi que as minhas aulas seriam voltadas também para o meio ambiente. Sofri muitas críticas dos meus companheiros ao mostrar aos meus alunos a importância das formigas para a natureza, mas não desisti, continuei o trabalho com os alunos.

Passei a levar para a sala de aula pescadores, pessoas idosas da comunidade para que pudesse falar sobre a sua vida e a experiência de vida e descrever o rio e as vegetações nativas, passei a programar as minhas com passeio ecológico e envolver os alunos e a comunidade e assim nesses passeios observava os rios e igarapés e os alunos faziam pesquisas, músicas e danças e no final de semana fazíamos as apresentações na praça. E nesses passeios o igarapé do Gelo ganhou atenção especial pelos alunos e professores.

E hoje os que foram meus alunos, são professores e parceiros das atividades e trabalham envolvendo seus alunos com atividades ambientais.

Sempre participo dos trabalhos escolares fazemos passeios e a luz ambiental começou a iluminar. Hoje estou em uma ONG, mas continuo em sala de aula fazendo trabalhos com os alunos e levando para praça música, teatro, poesia e capoeira.

Temos um projeto TARTARUGAS VIVAS, trabalhamos a preservação das tartarugas da Amazônia, participam alunos, professores, pescadores e pessoas da comunidade desde a desova até as tiragem dos filhotes e a devolução para o rio Xingu, e a praça continua sendo o nosso palco para mostrar fotografias e dvds produzidos com as atividades dos alunos, e aí a música e a poesia está sempre presente é uma festa ambiental.




E consegui através de minha persistência contagiar e levar muitas pessoas para cuidar do meio em que vivemos, todos os anos dia 5 de Junho a praça novamente recebe os alunos em caminhada para mostrar que precisamos cuidar do planeta em que vivemos.

3 comentários:

  • Divã do Masini disse...

    Conheci seu blog através de pesquisa no Google. Essa semana resolvi, entre os posts corriqueiros, inserir informações em comemoração à Semana do Meio Ambiente. E no post desta quarta (4), listei 10 blogs que tratam da questão ambiental. Inclui seu link. Veja: http://www.nossanoite.com.br/divadomasini/exibemateria.asp?codigo=645

    abraços

    PS. Desculpa entrar em contato via comentários, mas não consegui localizar seu e-mail no blog.

    Marcos Masini

  • Elianinha******* disse...

    Ai que saudade da Zezé!!!
    Não tenho como não me emocionar mais uma vez com o relato dessa guerreira que com sua simplicidade é uma das pessoas mais sábias que conheço.
    Fiquei muito feliz em encontrar esse relato aqui!!
    Eliane Camilo
    CESCAR - Coletivo Educador de São Carlos, Araraquara, Jaboticabal e Região.

  • Rosi Cheque disse...

    Gente! Que maravilha este blog!!! Parabéns e a partir de hoje há uma leitura constante: eu.
    Grande abraço - Rosi Cheque (jornalista e poeta - SP)

 

©Copyright 2011 Educom Verde | TNB