Velejadores dão lição de sustentabilidade

0 comentários
Já dizia um ex-chefe: "menos é mais". Os velejadores Igor Belly e Beto Pandiani que o digam: ao atravessar o Oceano Pacífico a bordo de um catamarã, uma embarcação parecida com uma balsa (leia mais sobre essa expedição no blog da dupla), a dupla aprende a conviver com a escassez. Entre outros, a energia é mínima, vinda de painéis solares. E a água é a do mar, filtrada por um dínamo que exige força física da dupla.

A travessia começou em outubro, no Chile, tem uma pausa agora e retorna em abril, quando Belly e Pandiano retornam ao Tahiti para chegar à Austrália. Ao todo, a velejada é de 17.400. Leia mais detalhes sobre a travessia e as lições de sustentabilidade a bordo na reportagem que escrevi para Planeta Sustentável, site mantido pela editora Abril e comandado pela Mônica Nunes, que brilhantemente vem mostrando dicas, idéias e notícias positivas sobre como ajudar o planeta.

Para quem é educador, especialmente no ensino médio, fica a dica: que tal uma aula sobre mitigação e adaptação, palavras-chave do momento para entender o que o mundo tem que fazer para diminuir os impactos do Aquecimento Global? E, de quebra, fazer seus alunos pesquisarem e pensarem soluções que diminuam impactos sobre o planeta (ações de mitigação), e que preparem as pessoas para se adaptarem a situações provocadas direta ou indiretamente pelo aquecimento global (ações de adaptação).

Você pode discutir com eles o que os velejadores fizeram para se adaptar e mitigar... ou as duas ações, que se entrelaçam. Complemente com a leitura de um texto claro e objetivo dos pesquisadores Jean Pierre Ometto e Carlos Nobre (do Inpe): Mudanças Globais: Desafios Para o Futuro.

O tema é ótimo para as disciplinas de ciências e exatas, mas dá para ir além e envolver até sociologia, pois ações de mitigação e adaptação não só causam impacto na sociedade, mas acabam partindo também do pressuposto de que as boas soluções só são possíveis se a sociedade tem interesse em desenvolvê-las, se tem capacidade (incentivo a ciência e tecnologia, ou seja, a educação, por exemplo). O economista ecológico José Eli da Veiga tem um texto interessante sobre o assunto, A Construção de Um Projeto Para o Brasil no Século 21.

Se alguém fizer uma aula sobre o tema, por favor, comente, para dividir com outros educadores. Boa travessia - digo, bom trabalho!

0 comentários:

 

©Copyright 2011 Educom Verde | TNB