Pular para o conteúdo principal

Comunicação 2.0: conversa e prática

Em um universo onde as redes sociais virtuais ganham cada vez mais espaço - o que nem sempre é sinônimo de diálogo e compartilhamento reais - a comunicação precisa ser pensada de maneira diferente nas organizações e coletivos que trabalham, principalmente, a mobilização social.
Esse foi o mote do evento Comunicação 2.0: conversa e prática, realizado no dia 1 de março de 2018 no Impact Hub, em Manaus (AM), sede atual da Educom Verde Comunicação e Educação Ambiental.
Porque 2.0? Uma brincadeira com referência a uma "versão" atualizada do que precisa ser a comunicação nas relações de hoje. Mais do que se preocupar com ferramentas, é preciso refletir sobre como nos comunicamos com os públicos que precisamos, sejam eles alunos de um professor, ou beneficiários do projeto de uma organização.
A oficina abordou o campo da Educomunicação como proposta metodológica para o aprendizado por meio das relações de comunicação, seja como ferramenta, seja como processo. É pensar se o que produzimos, seja uma aula, um folheto ou um video, realmente se comunica com o público em questão.
Construir ferramentas de comunicação de forma colaborativa, por não-jornalistas, também foi abordado no evento como estratégia para trabalhar habilidades e competências exigidas no século XXI. Quando alunos de uma escola produzem um video, por exemplo, é possível trabalhar a organização e o planejamento, o trabalhar em grupo, o desenvolvimento da comunicação interpessoal, as habilidades de pesquisa, entre outros.
Ao final, os participantes fizeram uma prática rápida de leitura crítica de materiais informativos, e tiveram como desafio transformar o conteúdo de dois folhetos (da Fundação Amazonas Sustentável, a FAS, e da Descarte Correto, ambas de Manaus) em programa de rádio.
Ouça aqui o programa de rádio construído na oficina.
Veja aqui o arquivo em PDF da apresentação utilizada no evento, com informações sobre educomunicação.
Quer saber mais sobre Educomunicação? Confira texto de referência aqui.
O workshop Comunicação 2.0 foi uma espécie de "aperitivo" para futuros cursos de planejamento de comunicação e educomunicação para educadores e gestores de organizações e projetos sociais que a Educom Verde pretende implementar in company, isto é, a interessados em cursos sob demanda. Saiba mais clicando aqui.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Encontro de educomunicação no VII Fórum de EA

Será um encontro e tanto: conseguimos juntar Ismar de Oliveira Soares (do NCE-USP ), Grácia Lopes Lima (do Instituto Gens/Cala-Boca Já Morreu ), Silvio Marchini (Escola da Amazônia), Renata Maranhão (Ministério do Meio Ambiente) e Lara Moutinho (do programa Nas Ondas do Ambiente, do Rio de Janeiro). Essa turma vai participar, entre 28 e 29 de março, do encontro paralelo de educomunicação do VII Fórum Brasileiro de Educação Ambiental , evento que ocorre de 28 a 31 de março no Centro de Convenções, em Salvador. Cada um desses vai falar um pouco sobre um aspecto da educomunicação e vamos fazer a ponte com a educação ambiental. Esperamos que quem abra o evento sejam os grupos de comunicação comunitária do Extremo Sul da Bahia, o Tanara , de Prado, e o Timoneiro , de Caravelas (a confirmar). A idéia é: no primeiro dia de manhã, trazer um panorama a partir dos palestrantes, sobre a educomunicação no Brasil; na tarde do dia 28, abrir o microfone para inscrição de experiências de ed

Campus Party, o mundo mudou (e eu também) em 10 anos!

De 30 de janeiro a 4 de fevereiro ocorre em São Paulo a Campus Party, considerado um dos maiores eventos relacionados a tecnologia do planeta. Estive na primeira versão, em 2008, como a foto acima revela. Tanto eu quanto essa garotada das escolas públicas de Sampa (de um programa de educomunicação da Prefeitura Municipal, que mantinha equipes de Imprensa Jovem em coberturas) acompanhamos esse grande evento admirados em ouvir temas como "software livre" Num dos maiores eventos de tecnologia que está acontecendo em São Paulo, o  Campus Party , muita gente discute termos como "software livre", "moodle" e outras coisas que provavelmente você não faz a menor idéia do que sejam. Mas uma garotada chama a atenção, por não estarem ligados nas centenas de computadores conectados a internet de alta velocidade... São cerca de 100 alunos de escolas públicas de São Paulo, com idade entre 10 e 14 anos, que participam do programa  Nas Ondas do Rádio , um projeto da