Projeto de EA e saneamento lança jornais comunitários

0 comentários
Morador de Coronel João Sá, no semiárido baiano, o auxiliar administrativo Alex de Santana Carvalho virou repórter comunitário e garante que aprendeu a “superar as barreiras que envolvem o processo de produção de informações”.

O resultado de seu trabalho pode ser conferido no jornal A Pedra, que será lançado hoje (22/10) e teve a participação de mais de 30 alunos de oficinas de educomunicação do PEAMSS – Projeto de Educação Ambiental e Mobilização Social em Saneamento. O município vizinho de Cícero Dantas, que faz parte do projeto, também irá lançar o seu impresso comunitário hoje, o Jornal Cicerodantense.

A estratégia de ensinar pessoas da comunidade a produzir mídias comunitárias é uma das ferramentas de educação ambiental e mobilização do projeto, que está sendo realizado em 13 municípios da Bahia. A iniciativa é da Secretaria de Desenvolvimento Urbano/Empresa Baiana de Águas e Saneamento (SEDUR/EMBASA) em convênio com a Fundação Juazeirense para o Desenvolvimento Científico, Tecnológico, Econômico, Sócio-cultural e Ambiental (FUNDESF), ligada a Universidade do Estado da Bahia (UNEB).

Ao todo foram produzidos 13 jornais que tratam de temas socioambientais, levantados em cursos promovidos dentro do projeto e a partir de um diagnóstico participativo denominado biomapa – espécie de mapeamento da realidade de cada lugar, elaborado pelas próprias comunidades. Além de abordar a comunicação e a produção desses jornais, há cursos com temas que vão de saneamento e mobilização social a permacultura e legislação ambiental.

Para a coordenadora do projeto em Coronel João Sá, Karine Pereira da Silva, juntar educação ambiental e comunicação comunitária é um diferencial do projeto, que contribui para o exercício da cidadania desses alunos. Já a coordenadora da equipe local do PEAMSS em Cícero Dantas, Cristina Carvalho, lembra que o fazer jornal despertou nas pessoas habilidades pouco trabalhadas por muitos alunos – desde manusear equipamentos como máquinas fotográficas até desenvolver a leitura e a escrita.

Além disso, houve “a surpresa em reconhecer com um novo olhar problemas e belezas da cidade, que antes poderiam passar despercebidas”, lembra ela.

Nos próximos dias, vamos disponibilizar a versão em PDF dos 13 jornais no blog oficial do projeto. E até o final de 2010, serão lançados o número 2 de cada um dos impressos, e spots e programas de rádio que estão sendo produzidos na segunda etapa de cursos de educomunicação.

0 comentários:

 

©Copyright 2011 Educom Verde | TNB